O gesso acartonado, ou drywall, é uma placa de gesso com papel cartão muita usada em projetos de arquitetura e design de interiores, principalmente por sua versatilidade e praticidade. Existem diversos tipos de placas de gesso acartonado, de variados tamanhos e medidas, para ambientes internos ou externos.

Para entender melhor sobre esse queridinho dos projetos, saber para que pode ser usado, suas características e aplicação, compartilhei neste post tudo sobre drywall. Aposto que ao final do post, você também não vai resistir e vai querer incluir no seu projeto

Onde pode ser Utilizado?

O gesso acartonado vem sendo muito utilizado pelos profissionais da engenharia, arquitetura e interiores. Conheça os usos mais comuns:

  • Como parede, substituindo as de alvenaria.
  • Criação de divisórias
  • Criação de painéis
  • Execução de projetos de forro (teto rebaixado e sancas), que consequentemente estão ligados à execução de projetos luminotécnicos. Veja também: Iluminação
  • Fabricação de móveis
 

Além de todas estas formas de utilização, o gesso acartonado também permite receber pregos e parafusos, podendo ser cortado, inclusive em formas curvas.

Tudo sobre gesso acartonado em 12 perguntas

ABC do Drywall. Tire suas principais dúvidas sobre paredes de gesso e inspire-se com as possibilidades.

O que é? Em inglês, “dry wall” significa “parede seca”, e corresponde a um sistema construtivo que não utiliza argamassa, formado por um perfil metálico, isolamento e placas de gesso acartonado.

Os perfis metálicos são feitos de aço galvanizado, tem função estrutural e sustentam a estrutura. O isolamento é uma característica opcional. Feito comumente de lã mineral, é inserido dentro da parede, garantindo conforto térmico e acústico. O gesso acartonado consiste em duas placas que tem gesso como núcleo, uma espécie de “sanduíche” que reveste e confere aspecto liso à parede.

Juntos, os três componentes formam a estrutura de paredes e forros mais usada na Europa e Estados Unidos. O Drywall está presente há mais de dez anos em projetos de construtoras e arquitetos no Brasil, mas ainda precisa vencer mitos – como o da fragilidade – para ser empregado em larga escala.

Vamos desvendar alguns deles a seguir, respondendo às perguntas mais frequentes sobre este produto.

1. O drywall é resistente? Há garantia?

O material é extremamente resistente e fácil de instalar, mas não dispensa acompanhamento profissional. As paredes de drywall suportam tranquilamente tremores, vibrações, chutes, batidas de portas, choques com móveis, etc. Além disso, passaram por vários testes de desempenho e estão dentro dos padrões da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT). A garantia dos fabricantes é de 5 anos em média, e a vida útil das placas pode ser prolongada se o contato com a umidade e impactos diretos forem evitados.

2. Posso pregar quadros, nichos e prateleiras diretamente na parede?

Sim. Objetos de até 10 kg podem ser pregados no gesso. De 10 a 18 kg, recomenda-se que sejam instalados diretamente nos perfis metálicos. Itens mais pesados exigem reforço estrutural. Com o devido planejamento, as paredes podem aguentar até 400 kg.

É importante lembrar que há parafusos, buchas e reforços específicos para drywall, os únicos apropriados para afixar objetos com segurança.

3. É possível instalar portas e sancas?

Perfeitamente. Podemos inserir portas e recortar paredes e forros desde que estes fatores estejam previstos na montagem da construção seca.

4. Qual a diferença entre drywall e gesso normal?

A estrutura em aço galvanizado do drywall garante maior resistência quando comparada ao gesso comum, mais frágil à movimentação das edificações.

5. O isolamento termoacústico é satisfatório?

Se a camada de isolamento for inserida no drywall, ele pode abafar de 38 a 47 decibéis e garantir uma menor troca de calor entre áreas internas e externas. O sistema é eficiente e largamente utilizado em casas de show, cinemas e boates.

6. O drywall ajuda a economizar espaço?

Afirmativo, principalmente quando comparadas às paredes comuns. Enquanto o drywall oferece 9 cm de espessura acabada, a alvenaria ocupa de 15 a 25 centímetros, o que pode ser muito significativo especialmente em espaços menores.

7. O material é resistente ao fogo?

O gesso acartonado não propaga a chama e apresenta resistência à condução de calor.

8. O sistema apresenta alguma vantagem econômica?

Muitas. O projeto em drywall pode ser orçado com exatidão, evitando custos e sujeira extra. A espessura reduzida garante uma maior área útil e as reformas são feitas com facilidade. Além disso, todo o conforto e praticidade do material podem ser usados como argumentos e atrativos para uma possível venda.

9. Posso aplicar azulejos, pastilhas, ladrilhos hidráulicos e outros revestimentos sobre a parede?

Perfeitamente. A única diferença entre os revestimentos aplicados em drywall e em paredes comuns é o uso de uma massa específica.

10. Como funciona a impermeabilização?

O processo de impermeabilização também é similar ao convencional: rebaixam-se os blocos na área a ser impermeabilizada, seguido por um nivelamento e execução da camada protetora.

11. Onde ficam as instalações hidráulicas e elétricas?

As instalações ficam dentro das paredes de drywall e podem ser facilmente acessadas através de recortes que dispensam o uso de ferramentas e materiais como cimento, cal e madeira.

12. Posso instalar drywall em áreas úmidas?

Há chapas especiais do sistema específicas para áreas úmidas, resistentes à água e fungos, chamados de Placa Verde, por sua coloração esverdeada.

O drywall também é interessante por sua leveza, possibilidade de aplicação sobre piso e contrapiso, e claro, pela maior liberdade e limpeza na hora de projetar e reformar.

As vantagens são muitas, mas é preciso tomar certos cuidados:

  • Não empregar paredes de drywall em funções estruturais;
  • Utilizar materiais específicos para o sistema;
  • Consultar profissionais capacitados sempre que desejar construir ou reformar.​​

Modelos e Medidas

É possível encontrar placas de gesso acartonado em diferentes tamanhos e espessuras, que atendem às diferentes necessidades de uso. As medidas podem variar conforme o fabricante, portanto, as medidas aqui apresentadas são uma média dos produtos que estão no mercado.

Medidas

  • Espessuras: 10 mm, 13 mm, 15mm e 18 mm
  • Largura: 60 cm e 120 cm
  • Comprimento: 200 cm,  240 cm,  250 cm,  280 cm e  300 cm

 

Escolha o modelo conforme a necessidade de uso

  • Chapa  Standard – ST  (cor cinza) = para uso geral, utilizada em paredes, tetos e revestimentos de áreas secas. (Indicada para ambientes internos, não deve ficar exposta ao relento e ação do tempo).
  • Chapa Resistente à Umidade – RU (cor verde) = utilizada em áreas molhadas, como: banheiros, cozinhas, áreas de serviços e lavanderias. (As chapas de gesso apresentam silicone na composição, o que trará maior resistência à umidade. Mas as chapas não podem entrar em contato com a água, pois infiltrações danificarão o gesso).
  • Chapa Resistente ao Fogo – RF (cor rosa) = utilizada em saídas de emergência e em áreas enclausuradas, como: escadas e corredores. (O gesso é um material que naturalmente resiste ao fogo e para garantir mais eficiência, as chapas RF apresentam na composição retardantes de chama).
  • Chapa para Áreas Externas- Chapa Cimentícia = conhecida como Drywall Externo. (A junção das placas deve ser feita com material compatível, isto é, que seja resistente à umidade e à chuva. Desta forma, nunca utilizar juntas de uso interno para áreas externas).
  • Chapa de Alta Dureza
  • Chapa Flexível – para obter superfícies curvas
  • Chapa Perfurada para absorção acústica
 

Obs: As chapas Standart ou RU, mesmo que recebam boas camadas de impermeabilização, não devem ser utilizadas em áreas externas. A durabilidade será reduzida e exigirá muita manutenção.

Fontes –  

Gesso Acartonado – Tudo que você precisa saber!

http://www.cliquearquitetura.com.br/artigo/gesso-acartonado-usos-e-vantagens-.html
https://www.hometeka.com.br/aprenda/tudo-sobre-drywall-em-12-perguntas/